Temer se livra de segunda denúncia

Votação realizada na Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (24), livra Michel Temer de segunda denúncia.

 

Por Julianna Caetano

 

O plenário da Câmara dos Deputados se reúne para votar o pedido do Supremo Tribunal Federal (STF) para processar, por crime comum, o presidente da República, Michel Temer, e os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria-Geral, Moreira Franco
Foto: José Cruz/Agência Brasil

 

A sessão plenária para a votação sobre segunda denúncia contra o presidente, Michel Temer, teve início às 9h55, quando atingiu o quorum necessário de 53 deputados em Plenário. O primeiro a se manifestar foi o relator, Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), afirmando que denúncia contra Temer não tem base jurídica e recomendando a rejeição.

A votação terminou às 21h34, com 251 contra a autorização do processo e 233 a favor (veja resultado aqui), 2 abstenções e 25 deputados ausentes.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, não votou por ocupar a presidência dos trabalhos no momento da votação, conforme prevê o Regimento Interno.

Câmara recebe segunda denúncia contra Michel Temer

Somente após Temer deixar o mandato é que ele responderá pelas acusações perante a primeira instância. Já os ministros também responderão pelas acusações quando deixarem seus cargos.

O caso envolve ainda outras pessoas que não têm foro privilegiado, como os ex-deputados Eduardo Cunha, Geddel Vieira Lima, Henrique Eduardo Alves e Rodrigo da Rocha Loures; o empresário Joesley Batista e o executivo Ricardo Saud, ambos da J&F.

Veja o resultado completo da votação.

 

 Imagem destacada: José Cruz/Agência Brasil

Deixe uma resposta