Brasil reforça apoio ao Acordo de Paris e o defenderá na COP 23

Ministro Sarney Filho – Foto: Ascom / MMA

O ministro de Meio Ambiente, José Sarney Filho, informou que, na Conferência Anual das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 23), que ocorrerá em Bonn, na Alemanha, entre 6 e 17 de novembro, a delegação brasileira “mostrará um vigoroso apoio ao Acordo de Paris”.

Será a primeira Conferência após a saída dos Estados Unidos do Acordo de Paris. Sarney Filho acredita que este apoio é “fundamental para um desenvolvimento global verdadeiramente sustentável”.

O acordo foi assinado em 2015 e estabelece uma série de metas de redução das emissões de gases causadores do efeito estufa, além de ações globais de combate a mudança climática.

Sarney Filho lembrou que o Brasil se comprometeu a limitar as emissões de dióxido de carbono em 1,3 bilhão de toneladas até 2025 e afirmou que reduzirá a 1,2 bilhão de toneladas de dióxido de carbono por ano até 2030. Entretanto, admitiu que as metas não foram alcançadas entre 2014 e 1016.

Contudo, o ministro ressaltou que, essa tendência já foi revertida, para confirmar, citou dados oficiais, segundo os quais o ritmo da perda da camada florestal entre agosto de 2016 e julho de 2017 diminuiu 16% com relação ao período anterior, e que o corte raso no bioma corresponde a 6.624 quilômetros quadrados de cobertura vegetal na região amazônica.

Deixe uma resposta